Serviço de Assessoramento ao Irrigante - O que é isso?


Pod Irrigar - Serviço de Assessoramento ao Irrigante - O que é isso?
Realizamos os primeiros seminários da Disciplina de Irrigação e Drenagem, quando pedimos para nossos alunos trazerem novidades não contempladas no conteúdo programático. É a oportunidade de fazerem pesquisas, perguntarem, e em grupo discutirem o que está acontecendo no mundo da agricultura irrigada.
Foram três seminários, os dois primeiros abordaram os SAIs, ou, os Serviços de Assessoramento ao Irrigante: o que são, quem são e como atuam? Foram divididos em iniciativas públicas e privadas. Os alunos descobriram também que há serviços ativos e passivos! Em 1998 estivemos pela primeira vez na California, estivemos lá para aprender sobre duas iniciativas se que se tornaram referências no trabalho desenvolvido pela Área de Hidráulica e Irrigação da UNESP Ilha Solteira. O manejo da irrigação e gestão da água em bacias hidrográficas, através das Outorgas.
Na Universidade da California em Davis, nos encontramos com Richard Snyder, um dos gigantes mundiais quando se fala de manejo da irrigação. Lá aprendemos sobre sua iniciativa nascida dentro do programa de pós-graduação que viria ser o CIMIS - California Irrigation Management Information System, uma rede composta de mais de 200 estações agrometeorológicas automáticas com o objetivo de estimar a evapotranspiração das culturas e assim gratuitamente subsidiar a correta aplicação de água na agricultura. O Irrigante ao se cadastra, informa detalhes do seu cultivo, solo, localização e assim, recebe informações diárias que possibilitam decidir se irrigarão ou não e com qual tempo e assim, é o maior exemplo de Sistema de Assessoramento ao Irrigante, classificado como ativo, havendo interação dialética explícita entre os stakehoders.
Em 1998 o CIMIS contava com 2.354 usuários e hoje são mais de 50 mil, proporcionando economia mensurável no uso da água entre 10-20%, 23% no aumento da produtividade das culturas, 28% na qualidade da produção, tudo ao custo de US$ 850 mil ao ano, mas garantindo rendimentos superiores à US$ 64,2 milhões, o que faz com que o CIMIS seja um serviço gratuito e hoje operado pelo DWR - Departamento de Recursos Hídricos da California (videos, Facebook, Wikipedia).
Snyder segue buscando com suas pesquisas melhorar os coeficientes utilizados na precisa estimativa das necessidades de água das culturas e principalmente, treinando e inspirando profissionais do mundo todo - muitos deles tivemos o prazer de conhecer -, o que inclui a Área de Hidráulica e Irrigação da UNESP Ilha Solteira, que opera o Canal CLIMA da UNESP, inspirado no CIMIS, monitorando as conduções ambientais, estimando a evapotranspiração e subsidiando o uso racional da água na agricultura em 60 municípios com área total estimada em 16.130 km2.


Este importante trabalho público de assoreamento ao irrigante acontecem também na Espanha e no Ceará com destaque para o realizado pelo Instituto Inovagri, enquanto que há quatro empresas que se destacam no serviço privado. O terceiro seminário versou sobre os laboratórios móveis de irrigação, importante ferramenta em vários Estados americanos, que ainda não acontecem sistematicamente no Brasil, e que serão objetos de oportuna edição do PodIrrigar.
Este foi o tema da edição de 23 de abril de 2018 do [Pod Irrigar] - o Podcast da Agricultura Irrigada -, mas o Internauta também pode ouvir as outras dicas que estão disponíveis semanalmente a partir de http://podcast.unesp.br/podirrigar.

Pod Irrigar - Irrigation Advisory Service - What is it?
The first seminars of the course Irrigation and Drainage took place, when we asked our students to discuss news that are not included in the program syllabus. This is an opportunity to research, ask questions and discuss what is happening in the world of irrigated agriculture.
There were three seminars; two debated the SAIs, or the Irrigation Advisory Services: what are they, who are they and how do they act. They were divided into public and private initiatives. Students also found out there are active and passive services! In 1998 we were for the first time in California, when we learned about two initiatives that became references in the work developed by the Area of Hydraulics and Irrigation of UNESP Ilha Solteira. The irrigation management and the water management in watersheds, through water rights.
At the University of California - Davis, we met with Dr. Richard Snyder, one of the world's giants when it comes to irrigation management worldwide. There we learned about his initiative born within their Graduate Program and that ultimately would become the California Irrigation Management Information System (CIMIS). This is a network composed of more than 200 automatic weather stations with the aim of estimating crop evapotranspiration and thus subsidize the correct application of water in agriculture, free of charge. Farmers that use irrigation would register, provide details of their crops, soil and location, and would in return receive daily information that would help deciding whether and when to irrigate. This is the largest example of Irrigation-user Advisory System, classified as active - because there is an explicit dialectic interaction between the stakeholders.
In 1998, CIMIS had 2,354 users and today there are more than 50 thousand, providing measurable savings in water use between 10-20%, 23% increase in crop productivity, 28% in quality of production, at the grand cost of US$ 850,000 per year, allowing an income of more than US$ 64.2 million, which turns CIMIS a free service and today operated by the DWR - Department of Water Resources of Califonia (videosFacebookWikipedia).
Snyder still seeks to improve the coefficients used to accurately estimate water crop requirements and, above all, to train and inspire professionals from all over the world - many of whom we were pleased to meet. This includes the Area of  Hydraulics and Irrigation of UNESP Ilha Solteira, which operates UNESP CLIMA Channel, which was inspired by CIMIS. CLIMATE monitors environmental management, estimates evapotranspiration and subsidizes the rational use of water in agriculture in 60 cities, with a total estimated area of 16,130 km2.
This important public work of irrigation advisory happens also in Spain and Ceará, especially through the Inovagri Institute. There are also four companies that stand out in the private service in Brazil. The third seminar focused on Mobile Irrigation Labs, an important tool used in several American states, but that are not widespread in Brazil. This will be addressed opportunely in a future edition of PodIrrigar, the podcast of irrigated agriculture.
This was the theme of the April 23, 2018 issue of [PodIrrigar] - the Podcast of Irrigated Agriculture - but the Internauta can also listen to the other tips that are available weekly from http://podcast.unesp.br/podirrigar

Agricultura irrigada em discussão
Irrigação e agricultura irrigada em um papo prá lá de legal com Rodrigo Franco e Tobias Ferraz, no TerraViva Sustentável. Confira o Primeiro Bloco.


No Segundo Bloco a conversa é sobre os sistemas de irrigação no semiárido brasileiro, as preocupações com o manejo da água e a aplicação em diferentes culturas e temos até a referência ao trabalho realizado pela Área de Hidráulica e Irrigação da UNESP Ilha Solteira, enquanto que no Terceiro Bloco - Importância das bacias hidrográficas e para fechar, no Último Bloco - Tratamento de Esgoto entra na conversa e se destaca toda a sua importância.

Agenda - Capacitação
Está chegando a 40ª Semana da Citricultura, 44ª Expocitros (4 a 7 de junho de 2018) e o Simpósio Irrigação GTACC (8 de junho de 2018). Será no Centro de Citricultura/IAC, em Cordeirópolis - SP. A irrigação em citros tem mais destaque no dia 8 de junho, inclusive com a premiação do Citricultor Irrigante Destaque no Biênio 2016-2017.  A Área de Hidráulica e Irrigação da UNESP Ilha Solteira tem trabalho na avaliação dos desempenho dos diferentes sistemas de irrigação em citros, incluindo a influência na temperatura do dossel das plantas e também no monitoramento climático como base para o uso racional da água nas diferentes culturas. O último trabalho publicado avaliou a temperatura de superfície em pomares irrigados e teve como autores, Amendola, Hernandez e Teixeira.

Outro evento interessante é o Hackathon Agrotech, que acontecerá nos dias 11 e 12 de maio de 2018 na FATEC Rio Preto. Mas o que é Hackathon? Segundo os organizadores, Hackathon significa maratona de programação. O termo resulta de uma combinação das palavras inglesas “hack” (programar de forma excepcional) e “marathon” (maratona). O Hackathon é um evento que reúne programadores, designers e outros profissionais ligados ao desenvolvimento de software para uma maratona de programação, cujo objetivo é desenvolver um software que atenda a um fim específico ou projetos livres que sejam inovadores e utilizáveis. A maratona pode durar entre um dia. Nesses eventos, os participantes têm a oportunidade de concorrer a prêmios, conhecer outros profissionais da área, fazer networking, participar de um projeto colaborativo em um ambiente específico de programação.
Na Faculdade de Tecnologia de São José do Rio Preto - Fatec Rio Preto será o segundo Hackathon com o tema: AGROTECH - Agronegócio e Tecnologias  e o evento tem como objetivo desafiar os participantes a desenvolverem idéias para solucionar problemas do agronegócio em propriedades rurais e empresas da cadeia do agronegócio da região de São José do Rio Preto. Para isso, contarão com a mentoria de profissionais das áreas de Agronegócio, Tecnologias de Informação e Automação, bem como Gestão e Marketing, que auxiliarão os participantes durante a criação das soluções. Os organizadores definem também como objetivos, a integração de Instituições de Ensino/Comunidade, estimular o desenvolvimento de ideias que gerem soluções tecnológicas para o Agronegócio e a possibilidade de criação de startups nas áreas. O evento é um excelente momento para os alunos serem observados pelas empresas que apoiam e patrocinam, pois todas estão ligadas às áreas de conhecimento dos cursos técnicos e tecnológicos de graduação envolvidos. Além disso, o contato com profissionais trará novas perspectivas aos que participam do evento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário